domingo, 23 de dezembro de 2012

Forma correta de abreviar horas e datas


Profissionais de eventos precisam escrever com bastante frequência horas e datas em diversos documentos: propostas de serviços, orçamentos, contratos, convites, cartas, ofícios, relatórios, programações, check lists, rooming lists, materiais de divulgação, entre outros. Por isso é muito importante conhecer a forma certa, ou no mínimo a forma amplamente aceita, de escrever essas informações.

Horas

Embora utilizado com relativa frequência, motivado pela influencia da língua inglesa, em português a representação de "horas" não se realiza com a grafia de dois pontos, e sim com a abreviatura da palavra hora, que é "h", sem uso de plural e sem ponto específico para a abreviatura.

As principais gramáticas da língua portuguesa sugerem ainda não separar os números das letras, contrariando o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia do Brasil (Inmetro), que estabelece a utilização do espaço entre números e abreviaturas (16 h 30 min 15 s).

Os especialistas sugerem também não colocar zero na frente de um número com apenas um algarismo. De qualquer forma, a anteposição de um zero é recomendável em: 1) formulários onde existam dois espaços pré-determinados; 2) quando se tem como objetivo evitar fraudes;  e 3) quando se atende a propósitos estéticos.

Nas horas fechadas não se coloca a informação "zero minutos" ("00"). Também não é obrigatório colocar a abreviatura de minutos (min). Assim, a forma correta de abreviar as horas é:

9h, 16h, 16h30min ou 16h30.

A grafia das horas por extenso pode ser observada ainda em convites mais formais, como os de casamentos, coquetéis, recepções, etc., embora exista uma tendência a adotar as novas formas abreviadas também nesses documentos.


De qualquer forma, são apenas tentativas de padronizar o que é convencionalmente aceito e considerado correto. Mas observem, por exemplo, que a representação das horas nos convites colocados acima, da Academia Brasileira de Letras e da Secretaria de Turismo de Brasília, por exemplo, diferem da forma utilizada no convite colocado aqui abaixo, elaborado pelo Ministério de Relações Exteriores para a posse da presidenta Dilma Rousseff.



Datas

As datas podem ser colocadas por extenso ou de forma abreviada. Existem três formas corretas de escrever as datas de forma abreviada:
  • 29/10/12 (barras)
  • 29.10.12 (pontos)
  • 29-10-12 (traços)
No caso de dia ou mês formado por apenas um algarismo, não se coloca o zero na frente  (3/6/12), salvo nos casos específicos mencionados anteriormente para abreviação de horas. O ano pode ser registrado dispensando os dois dígitos iniciais (8/5/12). O primeiro dia do mês deve ser escrito com a grafia "1º" (1º/7/12).


7 comentários:

  1. Errado. Não existem três formas de "abreviar" datas, o correto é, apenas, a barra diagonal, se escrito, deve ser diagonal e maior que os números, os pontos entende-se que é uma multiplicação, o hífen uma subtração. O ano, deve ser escrito por completo, não estamos no ano, 12,13, 14 e sim, em 2014. O dia, pode sim, receber o 0 (zero). Atualize sua matéria, e investigue mais antes de publicar informações errôneas. Se escrito errado em documentos, como o currículo, pode prejudicar o candidato! Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quais as fontes confiáveis que suportam suas, aparentemente irrefutáveis, contestações?

      Excluir
    2. "Não se separa sujeito de predicado". Lembras-te disso? Revise seu texto também!

      Excluir
  2. Seu post me ajudou muito em relação ao uso correto de datas e horários em convites, pois estava com dúvidas. Em relação ao comentário do sr. Anônimo, como não apresentou nenhuma fonte confiável e se coloca como anônimo, não leve em consideração seus apontamentos. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Rodrigo! Sobre o comentário do Sr. Anônimo (rs), é muito bem-vindo. Mesmo não concordando com ele, críticas são sempre válidas para estimular o debate e aprofundar o nosso conhecimento. :)

      Excluir